quinta-feira, 13 de outubro de 2011

o resumo do livro o menino do engenho

O livro o menino de engenho retrata há historia de um menino que perdeu sua mãe quando era muito pequeno.um dia ele acordou demanha e ouviu gritos vindo do quarto de seus pais e quando chegou la  viu sua mãe banhada de sangue , seu pai que nem um louco em cima dela.o empregado,palido conta que viu o pai do menino com o  revolver na mão e e sua mãe estirada no chão.  
Três dias depois da tragédia levaram o menino para o engenho do seu avô materno. O seu tio Juca, que foi lhe buscar, contava a história, afirmando que o pai do menino estava doido.
  Quando chegou, com o seu tio Juca, no pátio da casa - grande, o alpendreestava cheio de gente. Uma moça muito parecida com sua mãe, foi logo abraçando o e o beijando. Sentadoem uma cadeira, perto de um banco, estava um velho a quem levaram o menino para receber a benção. Eram o seu avô. Foi uma festa na casa.
  Um bom tempo passou, e seus primos foram lhe visitar, se divertiram muito nadaram, foram em pé de laranjeiras colher laranjas, correram e brincaram muito, sentiu muitas diferenças dos seu primos para os molequesque seu avô criava.
  Já estava bastante grande.
  Seu avô passava porta em porta para ver seus empregados e ele odiava quando seus criados mentiam está doente, já que ele era tão bom, as vezes tavam de cama, e seu avô endoidava.
  O menino brincava muito com a sua prima Lili , uma jovem linda e muito inteligente era filha da sua tia Maria também uma pessoa muito querida que cuidava do menino como se fosse uma mãe, um dia desses normais para o menino mas não sabendo que sua prima estava muito doente, dias depois ele viu sua prima em uma cachão branco, sua tia Maria quase desmaiou de tanto chorar.
  Depois desse lamentavél ocorrido o meninoe seu avô foram visitar outros engenhos de amigos do seu avô, o menino viu novos animais, novas pessoas... Mas além de toda a diversão que a sua nova familia lhe dava, ainda ele sentia falta de sua mãe e do seu pai. Sempre quando o menino perguntava de seu pai o seu avô dizia que ela estava nun lugar melhor.
  O menino tinha muita intimidade com seu tio Juca, ele sempre deixava seu quarto trancado para todos, o menino era o único a entrar lá, ele contava história para o sobrinho, brincava muito com o menino, um dia ele deixou o menino lá sozinho e deu uma saída, curioso o menino um monte de revistas de mulheres nuas, ele gostou com medo e devolveu a revista.
  O menino sonheva em ter um cabrito, ele olhava para os meninos sentados no animal e fica com muita inveja deles, então começava a pedir para o seu avô, para os cuidadores de rebanho, pediu tanto que ganhou, agora só precisa do equipamento. Batizei o cabrito de Jasmin.
   Teve um tempo que o menino ficou muito doente, não podia sair de seu quarto, sua tia pedia para os moleques ir ao seu quarto para brincar, mas os moleques se enjoavam e deixavam o menino sozinho.
   Depois que a sua doença passou, ele se apaixonou por uma menina chamada Judite, ela era uma menina linda, quendo ele via a jovem Judita sentia algo muito forte, mas ela teve que viajar e nunca mais o menino viu ela.
  Pegava o trem para ir pra escola, ele já era um menino homem. Não era aquele menino com cheiro de virgindade.
  Menino de engenho.
  Menino perdido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário